No inicio do século XX a consultoria empresarial ganhou a forma da atividade que conhecemos atualmente. Desenvolvida inicialmente nos Estados Unidos e na Europa Ocidental, fundamentada em teorias, porém focando sempre nas soluções práticas através de técnicas e experiências.

A consultoria empresarial é formada principalmente pela troca de conhecimentos e experiências entre o consultor e a outra pessoa ou organização, para atingir um objetivo qualquer, com finalidade de diagnosticar e criar soluções para um determinado assunto.

No ambiente profissional, a consultoria empresarial é um verdadeiro serviço de aconselhamento que resulta na contratação realizada por uma empresa junto à pessoas qualificadas e especializadas que proporcionam de forma objetiva a possibilidade de identificar problemas, analisa-los e encontrar as soluções necessárias.

Essas soluções são então incrementadas e os problemas identificados são solucionados. A consultoria empresarial também proporciona a estruturação ou reestruturação organizacional através da análise de dados da atual situação corporativa, seus devidos processos, métodos e colaboradores.

Quais são os tipos de consultoria empresarial que existem?

Existem duas formas de realizar a consultoria empresarial: consultoria interna e a consultoria externa. São formas amplas que fornecem e prestam o serviço do profissional qualificado e conhecedor da consultoria empresarial. A principal missão em ambas formas de consultoria envolve a visualização da empresa, identificando seus principais problemas e buscando soluções para eles através de conhecimento técnico e prático do consultor ou a empresa que estiver recebendo a consultoria.

A prestação do serviço de consultoria empresarial pode ser realizada em qualquer área da empresa, setor ou segmento, sendo que precisará apenas de pessoas que tenham o conhecimento necessário para a prestação dessa consultoria. O consultor profissional pode ou não possuir algum vínculo com alguma determinada empresa, mas, quando trabalha de forma exclusiva e dedicada à uma única empresa, é conhecido como Consultor Interno, um empregado da empresa apenas para desempenhar essa função.

O profissional que presta serviços ocasionais em uma empresa, ou de forma autônoma é conhecido como Consultor Externo, que pode ser empregado de uma empresa que foca apenas na consultoria empresarial, por exemplo.

É comum que uma empresa possua ambos tipos de consultoria ao mesmo tempo, pois um não deve apenas substituir o outro como complementar o trabalho do outro. O consultor interno pode trabalhar de forma que sirva como apoio para empresa, com foco nos projetos de consultoria e com objetivo de minimizar as desvantagens de ambas condições (interna e externa) de forma isolada.

O consultor externo trabalha de forma ampla, levantando dados e análises, mas sem tomar a decisão final. É importante ressaltar que ambos tipos de consultoria empresarial se completam, pois ambas possuem vantagens e desvantagens singulares para a empresa.

Quais são as vantagens e desvantagens dos tipos de consultoria?

A principal vantagem oferecida pela consultoria interna é a possibilidade de estar diariamente vivenciando os procedimentos corporativos e aspectos da empresa. Essa consultoria possui acesso ao que realmente interessa, e com isso acaba proporcionando à esse consultor interno um poder que torna seu trabalho muito mais fácil.

Mesmo com tantas vantagens, o consultor interno precisa ter praticidade para executar suas tarefas, pois não poderá aplicar seus conhecimentos em casos e empresas diferentes, como o consultor externo costuma trabalhar. A consultoria interna então acaba oferecendo menos experiência do que a consultoria externa, além de uma maior oposição encarada pelos altos escalões da empresa, afinal, o profissional não possui tanta liberdade, o que acontece por conta de seu vínculo empregatício com a empresa.

Enquanto isso, o consultor externo, muitas vezes possui uma grande experiência de mercado, afinal, está sempre atuando em diferentes empresas e solucionando diferentes tipos de problema, o que coloca ele em constante aprendizado na profissão. Além disso, essa consultoria atua de forma imparcial, proporcionando uma visão diferente dos problemas que são enfrentados pela empresa, criando assim uma maior aceitação por parte dos grandes responsáveis pela companhia.

Mas, o consultor externo pode também enfrentar problemas, assim também como riscos. Isso porque ele não conhece a empresa a fundo como o consultor interno que está dentro da empresa o tempo todo conhece. Assim também como ele não tem qualquer tipo de proximidade com os colaboradores, fornecedores, clientes e outros da empresa em que está prestando consultoria.

Etapas fundamentais da consultoria empresarial

Independente do tipo de consultoria ser interna ou externa, ela precisa de um processo estruturado em diversas etapas que devem ser seguidas em sequência, como em um cronograma. A consultoria deve iniciar com os primeiros contatos e reuniões entre os consultores e os clientes até que seja definitivamente finalizada, garantindo assim que os planos de ações e a qualidade do serviço prestado seja de acordo com o que o cliente e o consultor esperam.

De modo geral, as etapas podem ser definidas como:

  1. Apresentação da consultoria;
  2. Negociação do contrato;
  3. Identificação e criação do plano de ação;
  4. Execução do plano de ação;
  5. Conclusão da consultoria e monitoramento.

Conheça um pouco mais sobre cada uma dessas etapas a seguir:

  1. Apresentação da consultoria

A primeira etapa é exatamente o primeiro contato do consultor com o cliente, aproximando-o do cliente através de uma apresentação do seu portfólio, demonstrando seu serviço, as qualidades, experiências e principais resultados conquistados com os trabalhos passados.

O cliente apresenta ao consultor durante essa etapa sua empresa, suas expectativas com relação à parceria que será construída e o que mais achar necessário para a execução do trabalho, informações essas que serão analisadas pelo consultor.

Essa apresentação marca o início de uma relação entre consultor e contratante.

  1. Negociação de contrato

Após a apresentação de ambos para a consultoria, o consultor então apresenta ao seu cliente nessa etapa suas propostas de venda, com todos pontos e como serão executadas as fases futuras. é essencial destacar que o consultor conseguirá ter uma ideia do valor para negociação e de como as ações serão executadas, apenas após criar um plano de ação.

Durante essa etapa o consultor precisa focar na explicação e no detalhamento, pois esse é o momento em que o cliente decidirá se realiza a contratação ou não para consultoria empresarial de sua empresa.

  1. Identificação e criação do plano de ação

Nessa etapa, o consultor realizará uma análise dos setores e dos dados considerados essenciais para a realização do trabalho de consultoria. Essa análise é realizada através das ferramentas de administração, como uma Análise SWOT, Matriz GUT, Diagrama de Pareto e outras, como por exemplo, o Planest, uma ferramenta de planejamento estratégico excelente para consultores que pode tornar essa análise muito mais prática e rápida.

E o plano de ação, que determina quais ações serão tomadas e o tempo necessário, assim também como os responsáveis pela execução dessas ações, é realizado através do Ciclo PDCA ou do 5W2H.

  1. Execução das ações

Durante essa etapa as ações que foram planejadas na elaboração do plano devem ser colocadas em prática. Uma etapa que exige a colaboração da empresa, a conscientização dos colaboradores da empresa com relação à mudança, assim também como o alinhamento entre a ação que está sendo executada e a cultura organizacional da empresa.

A consultoria também deve ter atenção para o cronograma que fora estabelecido, afinal, será essencial cumprir os prazos planejados.

  1. Conclusão da consultoria e monitoramento

A última etapa da consultoria, é a conclusão do trabalho do consultor com o principal objetivo de deixar a empresa pronta para vivenciar as mudanças que foram implementadas, com a intenção de que essas mudanças virem rotina dentro da empresa.

Durante o processo de conclusão o consultor já possui resultados relacionados à sua consultoria prestada, apresentando esses resultados através de um indicador de desempenho, com o antes e o depois da empresa com a consultoria prestada. Essa conclusão auxilia o cliente a compreender o porque da necessidade da contratação de uma consultoria empresarial.

A consultoria empresarial é uma verdadeira união das tarefas realizadas pelo consultor, seja ele um consultor interno ou externo. Por essa razão, é possível ver o consultor como um auxiliar de mudanças para as empresas, com um trabalho que compreende e age nos problemas que atingem a mesma.

De modo geral, uma consultoria empresarial pode proporcionar inúmeros benefícios à uma empresa, mas os principais estão diretamente relacionados com: a economia no tempo para solucionar um problema que a empresa esteja enfrentando, quebra de rotina que pode estar provocando problemas na empresa, neutralidade de pareceres, catalisação de ações e amplificação da capacidade da empresa que será proposta pelo consultor de acordo com as necessidades da mesma.

Não existem regras para execução do trabalho de consultoria, isso porque cada empresa possui sua própria forma de realizar suas tarefas e de atuar no mercado, com isso, as etapas propostas para um projeto de consultoria costumam variar de acordo com os objetivos que a empresa pretende atingir com a contratação de um consultor empresarial, seja ele externo ou interno, onde esse consultor disponibilizará para a empresa um plano de ação com as melhores soluções para seu problema, plano de ação esse exclusivo para a empresa que ele estiver prestando seu serviço de consultoria.


Entre no Grupo do Whatsapp


Grupo para você aprender e tirar dúvidas sobre consultoria, mercado, ferramentas, etc.



Começe hoje a organizar seu Planejamento Estratégico


Monte seus Canvas, SWOT e Plano de Ações com o Software Planest de forma gratuita!

WhatsApp chat Dúvidas pelo WhatsApp