Escolha uma Página

Está pensando em trabalhar com consultoria, mas ainda não conhece bem esse mercado? O dicionário define um consultor como “um especialista em determinado campo que trabalha para uma empresa ou de forma autônoma”. Parece muito vago, certo? Mas, é provável que você já tenha uma ideia do trabalho de um consultor.

Sua função primordial é aconselhar, simples assim. Não há fórmula mágica ou segredo que torne um consultor mais bem-sucedido do que outro. No entanto, o que separa um bom consultor de um mau consultor é a paixão e a busca pelo aperfeiçoamento. 

Ou seja, ele tem que gostar do que faz e procurar sempre aprimorar seus conhecimentos. Isso faz toda a diferença. Atualmente, muitos profissionais têm procurado trabalhar com consultoria para ser seu próprio patrão.

Você também pode trabalhar com consultoria?

Sim! Esse mercado está aberto para qualquer pessoa. Tudo que você precisa descobrir é a área em que se encaixa melhor, de acordo com seu perfil profissional. Você especialista em algum setor de mercado? 

Mesmo que não seja, deve ser capaz de transformar o conhecimento que adquiriu em um recurso pelo qual alguém estaria disposto a pagar. A partir disso, você pode começar a trabalhar com consultoria.

Por exemplo, se você já trabalhou como contabilista para algumas empresas, agora pode prestar serviço de consultoria independente. Da mesma forma, um profissional de marketing pode trabalhar com consultoria de marketing.

Defina seu mercado alvo

É importante saber se há um mercado para você atuar. Em outras palavras, quem são seus clientes potenciais? Você oferecerá seus serviços de consultoria para grandes empresas? Ou você vai oferecer consultoria que só interessa a empresas menores? 

Seja qual for o caso, antes de prosseguir com seu projeto de trabalhar com consultoria, dedique algum tempo à preparação de um plano de negócios e de um plano de marketing. Certamente você não ficará desapontado com os resultados, especialmente quando começar a aparecer clientes.

Trabalhar com consultoria: Quanto cobrar?

Agora que você tomou a decisão de trabalhar com consultoria precisa levar a sério a precificação dos seus serviços. Chegou o momento de definir quanto você cobrará de seus clientes. Se você cobrar muito pouco, não terá sucesso nos negócios. Se você cobrar um valor muito alto, não terá clientes. 

Então, como você encontra esse meio-termo que parece justo para todos os envolvidos? Uma maneira de ajudá-lo a decidir quanto cobrar é descobrir quais são os valores da concorrência. Às vezes, um simples telefonema para o escritório de outro consultor perguntando quais são os seus honorários fornecerá as respostas de que você precisa.

Ou você pode ter que pedir a um amigo que ligue. Em seguida, defina um preço competitivo para que fique no nível dos outros consultores. Se você mora em uma cidade pequena e não há outros consultores em sua área, alegre-se, mas defina seus preço em um nível razoável!

Mas, antes de definir suas taxas, certifique-se de listar todas as suas despesas. Não há nada pior do que receber dinheiro dos clientes e depois descobrir que você não incluiu seus gastos no orçamento do serviço.

Cobrar por hora

Você precisa ter cuidado ao definir um valor por hora, porque duas coisas podem acontecer: seu valor por hora é tão alto que ninguém tem condições de pagar (portanto, nenhum cliente vai bater à sua porta). Ou, sua taxa horária é tão baixa que ninguém o levará a sério.

Por fim, mantenha uma regra importante em mente ao estabelecer o valor dos seus serviços de consultoria, independentemente do valor que você definir: quanto mais dinheiro as pessoas pagarem por um serviço, mais elas esperam receber.

Veja também: Iniciando uma empresa de consultoria: 5 erros comuns

WhatsApp Dúvidas pelo WhatsApp