Escolha uma Página

Quando uma empresa define um objetivo, sua principal ferramenta para alcançá-lo é ter um plano de ação. Nesse documento deve constar tudo que é necessário para chegar aonde se pretende. 

O mesmo acontece quando o consultor atua na gestão de riscos, na qual o objetivo é prevenir, corrigir ou detectar eventos que gerem risco para o negócio.

Todo o risco dentro da empresa é uma ameaça de perda. Isso pode ocorrer por uma situação gerada internamente ou por causas externas. É nesse ponto que o plano de ação intervém, pois é preciso detectar esses eventos e tomar as medidas necessárias.

O que é um plano de ação de gerenciamento de riscos?

Poderíamos defini-lo como uma estratégia composta por diferentes atividades com o propósito de controlar eventos no ciclo de vida do risco. 

Esse plano define qual será o objetivo, quanto tempo levará, quais recursos precisarão ser implementados e as pessoas responsáveis ​​por executá-lo. 

Eles podem se originar de duas maneiras:

1 – Como ação preventiva: quando for identificado um processo ou elemento que não possua um controle que impeça a materialização de um risco específico. Assim será criado um sistema de controle para minimizar o risco.

Vamos dar um exemplo:

Uma construtora decide comprar um grande depósito para armazenar todo o seu maquinário. Então, a ação preventiva será baseada em garantir a segurança das instalações.

Assim sendo, as atividades dentro do plano de ação poderão consistir na implementação de um sistema de vigilância por câmaras, contratação de uma empresa de segurança, etc.

2 – Como ação corretiva: Ocorre quando um risco já se materializa. Assim, a ação será implementada com foco na correção do evento.

Vamos dar um exemplo:

A construtora relatou atraso em uma de suas obras devido a uma falha na entrega de materiais por parte do fornecedor. Nesse caso, o plano de ação pode ser focado em ter um estoque de materiais para dois ou três meses, por exemplo. Além disso, em aumentar o número de fornecedores, etc.

As etapas de um plano de ação

Os objetivos

O que você quer alcançar? Nesta fase é proposto o que se pretende alcançar com o plano de ação, quais as medidas que irão ajudar. Este é o ponto de partida para definir as atividades que ajudarão a alcançar os objetivos definidos.

Ações dentro do plano

São todas as atividades que compõem o plano de ação. As ações funcionam como um processo que se inicia com a criação do plano e depois a execução. A próxima etapa é verificar se o plano cumpriu seu propósito.

Uma boa maneira de organizar as atividades será colocá-las em ordem cronológica para ter uma visão mais clara.

Em conclusão

Por fim, um plano de ação ajuda a definir as medidas que devem ser realizadas para mitigar um possível risco ou corrigir um evento. Isso otimiza a gestão e o desempenho da empresa. Portanto, eles contribuem para o que você precisa realizar e para as atividades específicas que o ajudarão a fazer isso acontecer.

Veja também: Como começar a fazer um plano de negócios?

WhatsApp Dúvidas pelo WhatsApp